Arquitectura

COMPLEXO EDUCACIONAL

By lucasfads | 29 de Fevereiro, 2012

ARQUITECTURA: ZAHA HADID ARCHITECTS
TEXTO: TIAGO KRUSSE
FOTOGRAFIA: HUFTON+CROW

Lembrando o tema dos Clash, Guns of Brixton, a música e a letra deixaram-nos sempre uma ideia de que se alguma re­volta social pudesse acontecer em Londres, que as gentes desse distrito menos favorecido poderiam tornar-se uma massa muito significativa de uma qualquer manifestação. E o facto é que Londres passou bem recentemente por mo­mentos sociais de grande violência e de desordem pública. O planeamento de cidades como Londres também revela os seus problemas, com a degeneração de periferias enver­gonhadas e com baixa qualidade de vida que contrastam de forma gritante com atmosfera cosmopolita da capital inglesa.

O propósito da arquitectura é servir o Homem e é neste aspecto que a Academia Evelyn Grace, em Brixton, surge não só como uma intervenção necessária para a rede es­colar mas também como um factor que vem impulsionar a regeneração urbana do distrito. A academia é orientada por uma organização, a ARK, que tem como uma das suas prin­cipais missões diminuir o fosso existente entre estudantes oriundos de famílias mais abastadas e outros de famílias desfavorecidas contribuindo para um equilíbrio no acesso ao ensino de excelência.

O projecto da autoria da equipa de Zaha Hadid revela essa capacidade que a boa arquitectura tem em responder de uma forma adequada aos desejos e exigências da socie­dade. Foi talvez pelo projecto vincar estas qualidades que Zaha Hadid recebeu o Prémio Stirling. Para além de ser a sua distinção consecutiva do prémio, Zaha Hadid e a sua equipa inscrevem a Academia Evelyn Grace como o primei­ro edifício escolar a integrar o historial de nomeações.

A academia de desportos não veio só alargar a diversidade do parque escolar nesta zona histórica de Londres, ela tam­bém surge com o propósito de aumentar o edificado numa localidade predominantemente residencial. O edifício da academia apresenta-se como uma infra-estrutura aberta, transparente e fulcral no processo de regeneração urbana de Brixton. Com uma área de 10 mil 745m2, a academia localiza-se entre duas artérias residenciais e a sua intenção estética assume um carácter urbano com uma identidade perfeitamente legível no local e para as suas vizinhanças.

O projecto de Zaha Hadid evidencia um espaço bem pro­porcionado e estimulante para os estudantes, indo ao en­contro dos métodos progressivos do ensino britânico.

De forma a manter o princípio de escolas dentro de escolas, o design do edifício gera padrões naturais de divisão com espaços funcionais que atribuem a cada uma das quatro es­colas ali inseridas uma identidade distinta, bem percebida quer interna ou externamente. Os diferentes espaços são caracterizados por ambientes desafogados com a presença de altos níveis de luz natural, uma boa ventilação e uma discreta durabilidade ao nível das texturas. Os espaços co­muns foram desenhados com o propósito de promover a sociabilidade em pontos de encontro criados ao longo da extensão do edifício.

De igual modo os espaços exteriores partilhados, com o intuito de gerar palcos de interacção, foram cuidados numa série de plataformas de áreas sociais e de estudo informais, desenhadas em vários níveis, tendo em conta uma flexibili­dade na funcionalidade de cada espaço.

Todo o programa da Academia Evelyn Grace foi pensado de modo a funcionar como um espaço de eleição que será sempre estimado e apreciado quer pelos alunos como pela comunidade de Brixton.