Arquitectura

NA PÉROLA DO SUL

By tiagokrusse | 4 de Janeiro, 2012
ARQUITECTURA – VASLAB
TEXTO – TIAGO KRUSSE
FOTOGRAFIA – ARQUIVO DESIGN HOTELS

 

A província de Phuket, na Tailândia, é apelidada no mundo do turismo como a “pérola do sul”. Depois dos factos trágicos ocasionados pelo maremoto que assolou a região voltada para o mar de Andaman, o turismo tailandês tem vindo a repor a harmonia na sua oferta.

O hotel Casa de la Flora é um projecto de arquitectura da VaSLab, um atelier de Banguecoque, que criou um conjunto composto por 36 vilas. O empreendimento fica a poucos quilómetros de distância do aeroporto internacional de Phuket. A beleza natural da praia de Khao Lak foi o ponto orientador do projecto, que procurou edificar de forma a retirar o máximo proveito da envolvente natural e construir um espaço harmonioso. O número reduzido de vilas e a volumetria equilibrada face ao lote do terreno, poderá ser uma nova atidude dos empreendedores face a um sobrelotamento que a maioria das estâncias tailandesas revelam há uns anos a esta parte.

Os materiais escolhidos pela VaSLab foram o betão, vidro e madeira. As 36 vilas variam em tamanho e disposição. Possuem todas piscinas privadas e foram orientadas de maneira a que pudessem captar enfiamentos distintos para a envolvente natural. Há uma linha de 10 vilas sobre a praia, que possuem uma vista panorâmica sobre o mar de Andaman e cujas piscinas criam a ilusão de um espelho de água contínuo, até à linha do horizonte. Noutras vilas tirou-se proveito de terraços construídos em madeira, com vistas deslumbrantes para o mar, onde se criaram nichos de vegetação, que conferem uma maior privacidade e uma sensação de harmonia natural. Prestes da sua conclusão está a suite presidencial, com uma área total de 130 m2, dispondo de uma piscina grande, quartos individuais mais espaçosos e a inclusão de peças contemporâneas no domínio das artes plásticas. As restantes vilas distinguem-se pelo tamanho das suas áreas. O hotel Casa de la Flora também integra uma livraria, spa, restaurante e um bar.

Os arquitectos da VaSLab revelaram uma especial atenção na forma como conjugaram as áreas de passagem públicas e privadas. No que ao desenho das vilas diz respeito, a inclusão de painéis de vidro nas fachadas permitiram criar uma sensação de fluidez geométrica entre os espaços exteriores e interiores.

Há que referir no hotel Casa de la Flora a preocupação em incorporar elementos no empreendimento que tivessem uma função de contribuir para um ambiente sustentável. As piscinas não utilizam químicos para o tratamento das águas, há reciclagem de água como também de papel e alumínio, este último utilizado na produção de mobiliário. Esta preocupação ambiental é muitas das vezes vista como uma espécie de bandeira de um turismo inteligente e preocupado. Aqui é muito mais do que uma bandeira pois que o conhecimento de falta de água na Tailândia são assuntos sérios, não só este elemento mas a percepção de que é necessário colocar um travão ao esgotamento de recursos naturais naquela região.